Páginas

3 de nov de 2014

Danilo contra o Senhor das Moscas - Resenha



AUTOR BRASILEIRO!!!

Sinopse

Danilo é um jovem comum e cheio de problemas com Deus.
Clara a menina pela qual ele é apaixonado, nem sabe que Danilo existe na sua igreja. Sua mãe Ana, é uma mulher que já perdeu a fé há muito tempo, com a morte prematura do seu marido que ela julga ser culpa do Todo - Poderoso.
Em meio a isso tudo, apenas uma pessoa deve ser culpada: "Deus", mas depois que Danilo é expulso da faculdade por uma coisa que ele não cometeu, estava na hora de julgar Deus pelo seu descaso com ele. Chegando na igreja para bater o último papo com o "Irresponsável", acontece uma surpresa, um anjo aparece para Danilo com uma missão do céu, salvar Clara de um destino terrível e desconhecido. Danilo aceita, mas ele não sabe que para isso terá que derrotar sete demônios.
Fonte: http://www.amazon.com.br/Danilo-Contra-Senhor-Moscas-Livro-ebook/dp/B00F2OUFJ0/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1406921286&sr=8-1&keywords=danilo+contra+o+senhor+das+moscas



Considerações
Antes de começar a leitura há uma advertência no livro: “Esta é uma obra de ficção, não tendo sido feita para fins de estudos religiosos”. Preciso dizer que esta frase é totalmente desnecessária, já que sua única função é a de afastar possíveis leitores que imaginam que, independente do que está na frase, com certeza há um panorama religioso por trás da história.

Vamos ao livro. Comecei com o pé atrás justamente por causa da tal frase, mas a escrita fluída e por vezes divertida do autor me envolveu rapidamente. Danilo é um rapaz evangélico, que tem sua fé testada quando se depara com um desafio: aceitar uma missão trazida pelo anjo Ezequiel, que também não sabe exatamente o que acontece caso Danilo falhe. Nesta tarefa ele deverá lutar contra sete demônios com armas que ele não sabe quais são, para salvar sua amada de um destino cruel — que ele não sabe qual é.

Embora eu já tenha visto este enredo algumas vezes — uma pessoa de fé é testada aos limites e obrigada a enfrentar demônios que querem convencê-lo de que Deus não liga para as pessoas — Danilo contra o Senhor das Moscas me surpreendeu. Me lembrei de histórias como Constantine e O Sétimo Selo, filme de Bruce Willis, mas o cenário dogmático da igreja evangélica foge dos habituais crucifixo, água benta e terços para afastar o demônio, o que é um diferencial. O anjo Ezequiel é divertido, tem sua fé inabalável, mas faz parte da classe mais baixa da hierarquia dos anjos, o que não o torna um super anjo protetor, mas mais um amigo também em busca de respostas, como Danilo. O herói, por sinal, não é nenhum exemplo de perfeição. Ele questiona a fé, é preguiçoso, briga com o amigo e provoca o valentão da classe por motivo nenhum. Os diálogos são interessantes, por vezes engraçados. As cenas de ação são empolgantes, e o final, como não poderia deixar de ser, deixa um gancho bem armado para a continuação. Também pudera, Danilo tem que enfrentar sete demônios, e o livro se apenas trata da batalha contra o primeiro deles. Não vi nenhum erro de coesão ou coerência na história, algo tão comum em outros textos, tudo acontece direitinho, e o leitor consegue acompanhar o personagem sem esforço, como se estivesse ao lado dele.
Se posso fazer algumas críticas, estas são as seguintes: há descrições detalhadas e desnecessárias sobre personagens que não fazem parte da trama, o que torna a leitura desses trechos um tanto aborrecida. A personagem Clara, motivo de toda a trama se desenrolar, não tem praticamente nenhuma participação na história, nem tem falas, apesar de alguns fatos inusitados ocorrerem bem diante dos olhos dela. Também, há um ou outro errinho de digitação, mas são pouquíssimos mesmo, o único erro maior que me chamou a atenção foi logo no início, quando se fala que a mãe de Danilo se formou em direito, mas abandonou a profissão e agora era assistente social. Não que isso não seja possível, mas ou ela trabalha como auxiliar num setor de assistência, ou fez outro curso, por que, pra ser assistente social, é preciso curso superior específico, e ignorar isso pode deixar alguns leitores indignados. E em alguns momentos, principalmente no início, as descrições sobre louvores e pregações podem ser suavizadas, caso o autor queira atingir um público mais eclético, porém isso é só um palpite, pois não sou evangélica e li todo o livro com gosto.
Danilo contra o Senhor das Moscas é um desses livros que me fizeram “enxergar” o que está acontecendo, e quando a imaginação consegue visualizar imagens tão brilhantes, é preciso aplaudir o escritor. Um livro interessante com um ótimo texto. Recomendo a qualquer um, e vou ficar de olho nos próximos trabalhos deste autor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário