Páginas

21 de jul de 2015

BIOSFERA ALIEN - RESENHA

Biosfera Alien - Conrado Carvalho
Sinopse

“Há 65 milhões de anos atrás, alienígenas priveram a extinção dos dinossauros e criaram a Biosfera Alien, com intuito de preservar as espécies existentes.

Nos dias de hoje uma raça de lagartos sapiens tenta roubar esta tecnologia e se esconder na Terra. O livro mistura dois universos fantásticos. Aliens e dinossauros. Surpreenda-se com uma nova forma de enxergar a vida e embarque nesta aventura.

Escrito em 1999, Biosfera Alien é uma obra de ficção científica que busca entender o que aconteceria se os dinossauros não fossem extintos e nossa relação com a descoberta de novas raças de seres inteligentes existentes no Universo.”


Fonte: http://www.biosferaalien.blogspot.com.br/



Considerações

Biosfera Alien é o livro de estreia do escritor brasileiro Conrado Carvalho, e conta uma aventura que mistura alienígenas, dinossauros, indígenas, a Floresta Amazônica e pesquisadores abduzidos.

É normal que o leitor atento encontre alguns problemas nos livros auto publicados, que não passam pelas mãos de uma grande editora com um revisor competente. No entanto, nesta primeira versão que me chegou às mãos, o texto de Conrado Carvalho apresenta muitas falhas, algo que indica pressa em finalizá-lo. Há a necessidade urgente de uma revisão atenta e minuciosa, coisa que o autor garantiu que será resolvido em breve.

A história é rápida, e seu primeiro terço é voltado mais para a parte descritiva do cenário e das espécies envolvidas, sua história e como as diversas raças de alienígenas se relacionam. A aventura em si fica em segundo plano, e confesso que fiquei um pouco confusa, pois o livro é pequeno (menos de cem páginas), e foi lançada uma grande quantidade de informações em poucas páginas. 

Entretanto, vencidas estas primeiras páginas, a aventura de Bruno e Stella, um casal de férias na Amazônia que acaba abduzido pela nave alienígena Biosfera Alien, criada por uma determinada raça alienígena há milhões de anos para conservar a diversidade de vida que existia na época jurássica.

Acompanhamos grandes escapadas de Bruno enquanto foge de pterodátilos e tiranossauros, numa corrida vívida, aparentemente inspirada nos filmes Jurassic Park e Indiana Jones. A mistura é agradável e o cenário descrito é bonito, com destaque especial para uma cachoeira de pedras de cristal, e corremos com o protagonista ao mesmo tempo em que uma pesquisa urgente na Terra precisa chegar a um fim para salvar a humanidade de uma horrenda epidemia.


O argumento deste livro é interessante, misturando ficção científica com aventura, e tem uma pegada infanto-juvenil que me lembrou, por algum motivo, o livro “A Sociedade da Caveira de Cristal”, que tem uma história bem diferente, mas apresenta uma narrativa similar ao que li em Biosfera Alien. É um texto promissor, mirabolante e criativo, e tem tudo para representar a literatura infanto-juvenil brasileira. Mas faltam alguns ajustes na narrativa e uma boa revisão.

2 comentários:

  1. .. a capa me lembrou o livro do Alfer medeiros, inclusive meu livro predileto, Furia lupina... sua resenha desanima quem vai lê o livro. Ms valeu a dica.

    ResponderExcluir
  2. Em contato com o autor, ele garantiu que está trabalhando na solução dos problemas que apresentei. Vamos aguardar.

    ResponderExcluir